Ir para: página inicial | pesquisa   | área reservada

Comércio internacional e a sua importância para o crescimento do setor das hortícolas

Consultando os dados do INE no site do GPP - www.gpp.pt/globalagrimar/ -podemos verificar que as exportações de "produtos hortícolas, plantas, raízes e tubérculos" registaram um crescimento de 49%, em valor, entre 2010 e 2015. De 167 para 248 milhões de euros. As importações, nesse período, cresceram 2%, de 316 para 321 milhões de euros. O valor da produção dos "produtos hortícolas (inclui batata)" decresceu 2%, de 711 para 697 milhões de euros.

O mercado nacional continua a ser importante, como em quase todas as geografias mundiais, mas se pretendemos crescer e maximizar o retorno à produção temos que aumentar as nossas vendas para o mercado externo.

Só apostando nas exportações será possível atingir uma maior dimensão, um volume de negócios mais atrativo - há várias organizações de produtores na Áustria e Irlanda, países de dimensões parecidas com o nosso, com volume de negócios acima dos 200 milhões de euros - e uma maior eficiência na comercialização, na produção, nas operações, na tecnologia e inovação, e na logística.

Os principais mercados de destino, para os hortofrutícolas nacionais, em 2015, foram a Espanha (28,8%), a França (12,5%), o Reino Unido (9,8%), a Holanda (8,9%) e a Alemanha (6,5%). A Alemanha passou de nono, em 2014, para quinto em 2015.

O mercado Alemão é um mercado de proximidade, 40 a 45 horas de trânsito, e uma excelente oportunidade para os hortícolas portugueses. A Alemanha é o maior importador europeu de frutas e de legumes. Em 2014 importou 12,69 mil milhões de euros (5,03 mil milhões de legumes). Num mercado com 82 milhões de consumidores, com 24 mercados grossistas e com grandes grupos de retalho como a Aldi, o LIDL, a Edeka e o Netto, as oportunidades são enormes.


Para ganharmos visibilidade perante estes gigantes temos que marcar presença, consecutiva, nos principais palcos mundiais de exposição das frutas e legumes.


A Fruit Logistica, em Berlim, e a Fruit Attraction, em Madrid, são os dois principais eventos. A Fruit Logistica, em Berlim, é a maior feira de frutas e legumes do mundo. São três dias intensos, no início de Fevereiro, onde as principais empresas portuguesas, debaixo do "chapéu" da Portugal Fresh, mostram a qualidade dos seus produtos e o profissionalismo dos seus serviços.


São cerca de 110.000m2 de exposição, com expositores de mais de 80 países e cerca de 70.000 compradores internacionais provenientes de mais de 140 países.


Portugal ocupou, nas duas últimas edições, mais de 500m2, permitindo uma visibilidade e notoriedade impensáveis há poucos anos atrás.


Em 2015 PORTUGAL foi o "Official Partner Country" da Frruit Logistica o que nos permite, hoje, sermos mais reconhecidos junto dos compradores internacionais.


Há que investir cada vez mais no mercado externo a fim de assegurarmos o cescimento da produção dos hortícolas e maximizarmos o retorno à produção.


A evolução do crescimento da exportação dos hortícolas, nos últimos cinco anos, demonstra a capacidade e profissionalismo das organizações de produtores e dos agricultores portugueses.


Gonçalo Santos Andrade
VP da Portugal Fresh


Newsletter Agromais | Trimestral | 2ºEdição 2016


     

Voltar

Gonçalo Andrade
Portugal Fresh

© 2013 AGROMAIS – Entreposto Comercial Agrícola, C.R.L. | Todos os direitos reservados


Zona Industrial de Riachos – Apartado 24 2354-908 RIACHOS
Tel: +351 249 830 170 Fax: +351 249 830 179 - agromais@agromais.pt

Desenvolvimento: AGROGESTÃO