Ir para: página inicial | pesquisa   | área reservada

Desafios na cultura da cebola

A AGROMAIS, com a introdução da cultura da cebola, pretendeu dar aos produtores mais uma janela de oportunidade para o desenvolvimento da rentabilidade das suas explorações e dotar a organização de uma nova cultura por forma a diversificar a sua sustentabilidade.

Iniciaram-se em 1995 os primeiros ensaios de campo no Ribatejo com o objetivo de se estudar a possibilidade de produzir a cultura, que não era estranha à região, mas utilizando um sistema cultural que permitisse a mecanização total, sementeira direta e colheita. Para tal havia a necessidade de criar novos itinerários técnicos, tendo sempre em vista o propósito de produzir mais e ao mais baixo custo.

Dos vários ensaios realizados provou-se a pertinência da cultura e afinou-se o itinerário técnico. No entanto, só em 2002 é que houve oportunidade para avançar com o projeto, tendo-se desenvolvido a componente comercial e realizado a recuperação/construção das estruturas de apoio ao armazenamento, na HORTEJO, fator essencial para a obtenção de mais-valias na cultura. Em 2012 realizaram-se as primeiras sementeiras no Baixo Alentejo, na zona do Alqueva, obtendo-se bons resultados tanto em produção como em qualidade.

Apesar de já sermos os maiores produtores nacionais de cebola, temos de consolidar ainda mais vários aspetos e penetrar em novos mercados.
Não será uma tarefa fácil uma vez que não dispomos das mesmas "armas" que os nossos concorrentes. Nas infestantes e nas doenças da cultura, por exemplo, o leque de substâncias ativas homologadas em Portugal é muito reduzido comparado com os nossos vizinhos espanhóis, que são o nosso principal concorrente.

Para além desse aspeto, Espanha consegue ter produção e qualidade a preços muito competitivos, com condições naturais favoráveis a um armazenamento de médio prazo sem recurso à refrigeração. A diversificação a nível de escoamento também é um fator preponderante para a sustentabilidade do seu negócio. Todos estes aspetos obrigam-nos a ser muito mais eficientes aos vários níveis, de montante a jusante: produção, armazenamento e comercialização. Este é o nosso desafio. Como todos os desafios também este deverá ser encarado como uma oportunidade.

Já muito foi feito? Sim...mas ainda há mais a fazer na procura da maior eficiência. Se o caminho se avizinha fácil? Sabemos que não. Mas como alguém disse: "nunca desistir pode não ser o caminho mais fácil, mas certamente, é o mais eficiente".

A cultura da cebola continuará a ser uma grande aposta da AGROMAIS.


Bruno Moura
Departamento Técnico da Agromais




     

Voltar

Bruno Moura

© 2013 AGROMAIS – Entreposto Comercial Agrícola, C.R.L. | Todos os direitos reservados


Zona Industrial de Riachos – Apartado 24 2354-908 RIACHOS
Tel: +351 249 830 170 Fax: +351 249 830 179 - agromais@agromais.pt

Desenvolvimento: AGROGESTÃO